Como funciona o processo de compostagem de matéria orgânica?

Agricultura natural: transforme resíduos em fertilizante de forma eficiente e sustentável

A compostagem é um processo de decomposição aeróbica realizado por microrganismos, que transformam biomassa, incluindo restos animais, vegetais e industriais, explica o professor Kunio Nagai, do Curso CPT Agricultura Natural.

Embora o processo de decomposição da matéria orgânica e as técnicas de compostagem sejam geralmente simples, eles requerem experiência prática para serem conduzidos de forma racional.

O processo natural de decomposição de material orgânico ocorre há milhões de anos na serrapilheira das florestas e em locais onde há acúmulo de matéria orgânica. A compostagem, por sua vez, é uma técnica que visa acelerar e controlar esse processo natural de fermentação e decomposição.

O material orgânico, pode vir de várias fontes como biomassa vegetal, resíduos urbanos, da indústria madeireira, agropecuária, jardinagem, entre outros, deve ter como parâmetro principal em sua mistura a relação adequada entre carbono e nitrogênio (C/N).

A capacidade do composto em fornecer nutrientes depende principalmente do material utilizado em sua preparação. Se o material for pobre em nutrientes, o composto resultante terá um baixo valor fertilizante; por outro lado, se for rico em nutrientes, o valor fertilizante será alto. Vale ressaltar que o composto libera nitrogênio lentamente para as plantas, o que é vantajoso, pois evita a perda desse elemento por lixiviação.

É importante destacar que o composto também atua como agente condicionador do solo, melhorando suas características físicas, tais como retenção de água, plasticidade e porosidade. Esse efeito pode ser até mais significativo do que seu efeito como fertilizante.


Material utilizado para o preparo do composto orgânico:

Pode ser utilizado qualquer material orgânico disponível na propriedade ou na região, desde que não esteja contaminado quimicamente. Portanto, é possível empregar uma variedade de materiais, como restos de alimentos, estercos animais, aparas de grama, folhas, galhos, restos de culturas e resíduos de agroindústrias.

Para determinar a proporção em que cada material será utilizado no composto orgânico, é importante considerar o conteúdo de carbono (C) e nitrogênio (N) de cada um, bem como a relação entre esses elementos. Isso ocorre porque o carbono e o nitrogênio são os nutrientes mais essenciais para a decomposição microbiológica.

Os microrganismos decompositores utilizam cerca de 30 vezes mais carbono do que nitrogênio em seus processos metabólicos. Para garantir uma decomposição eficiente na compostagem, a relação C/N total dos materiais utilizados deve estar próxima de 30:1. Um desequilíbrio nessa relação pode levar a problemas: se a relação for muito alta, os microrganismos podem crescer lentamente devido à falta de nitrogênio, resultando em decomposição mais lenta. Se a relação for muito baixa, o processo pode ser acelerado, mas com a formação de zonas anaeróbicas indesejáveis e liberação de amônia, causando mau cheiro e perda de nitrogênio.


Como funciona o processo de compostagem de matéria orgânica?

Curso CPT Agricultura Natural é a melhor escolha para quem busca acesso a conteúdos específicos e atualizados, orientações práticas e técnicas fundamentais para alcançar o sucesso profissional. Invista em você. Invista em conhecimento.

Conheça os Cursos da Área Agricultura Orgânica.
Por: Thiago de Faria

Thiago de Faria Ribeiro 14-05-2024 Agricultura Orgânica

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.