Conheça os tipos de adubação do coqueiro anão

Essa adubação pode ser feita pelo método convencional ou pelo método de fertirrigação

 

Para que o produtor de coco anão obtenha uma produção satisfatória, é importante que seja fornecida uma nutrição equilibrada ao coqueiro. Sendo assim, deve-se realizar uma determinação da necessidade da adubação e/ou calagem do coqueiral, tomando-se como base a análise do solo e a análise foliar.

A análise do solo é indicada para áreas que já tenham sido implantadas, sendo recomendado nesse caso a coleta de amostras na projeção da copa das plantas, que corresponde a um raio de 2 m a partir do estipe. Já na análise foliar, as folhas que deverão ser amostradas devem estar localizadas no meio da copa dos coqueiros.

É importante que o produtor saiba que o coqueiro anão necessita de adubações de plantio e de cobertura. As adubações  de cultivo são feitas em sistemas não-consorciados e deverão ser feitas apenas nas covas de implantação das mudas de coqueiro anão. Em sistemas de consórcio com outras culturas, as adubações deverão ser realizadas em toda a área. Em cultivos irrigados, a calagem pode ser feita em qualquer época do ano, já nos sistemas não-irrigados esta  deverá ser feita na época das chuvas, para que haja reação satisfatória do calcário com o solo, pelo menos 60 dias antes do plantio.

No que diz respeito aos cultivos não-consorciados, deve-se colocar em cada cova a quantidade necessária de calcário e, em seguida,  adicionar uma boa quantidade de matéria orgânica. Feito isso, deve-se fechar as covas imediatamente. Passados 60 dias, faz-se a abertura das covas para adicionar uma certa quantidade de superfosfato simples ou superfosfato triplo, para que realizado o plantio da muda do coqueiro.

Quanto às adubações de cobertura, estas devem ser realizadas ao longo do ciclo da cultura, pois, à medida que o coqueiral vai se desenvolvendo, haverá a necessidade de se realizar novas adubações. Nesse caso, serão necessárias análises do solo, pelo menos a cada seis meses, para se ter conhecimento do que está acontecendo nele, em termos de liberação de nutrientes.

O produtor deve ter em mente que, ao aplicar os fertilizantes, principalmente em maiores quantidades, parte deles é lixiviado, ou seja, são levados para as camadas mais profundas, onde as raízes das plantas não conseguem extraí-los do solo. A fim de reduzir esse processo de lixiviação, o produtor deverá parcelar as adubações no maior número de vezes possível, para que os nutrientes sejam fornecidos aos poucos. Com esse parcelamento das adubações, o coqueiro terá mais tempo de absorver os nutrientes fornecidos durante o ano.

Em coqueirais de sequeiro, as adubações deverão ser feitas na época das chuvas e deverão ser parceladas em pelo menos três vezes. Em coqueirais irrigados, elas deverão ser parceladas, no mínimo, de seis a oito vezes durante o ano. Nos cultivos de coqueiro anão irrigados, onde as aplicações de nutrientes são feitas via água de irrigação, ou seja, por meio de fertirrigação, o parcelamento das adubações deverá ser mensal ou semanal.

A fim de eliminar possíveis concorrências de plantas invasoras com o coqueiro por água e nutrientes, recomenda-se realizar o coroamento ao redor da planta, seja em plantios irrigados ou não-irrigados. Para isso, deve-se fazer uma capina ao redor dos pés das plantas até a projeção vertical da copa. Além disso, o produtor não deve deixar de fazer o controle do mato entre as linhas de plantas.

Sendo assim, a adubação do coqueiro anão pode ser feita pelo método convencional ou pelo método de fertirrigação. No método convencional, a aplicação dos fertilizantes é feita sobre o solo, de maneira bem distribuída ao redor dos pés da planta. Já no método de fertirrigação, os fertilizantes são distribuídos via água e infiltram-se no solo, deixando  estes disponíveis para serem absorvidos pelas raízes das plantas.

Para mais informações, consulte o curso Adubação do Coqueiro Anão, elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas. O curso conta com a coordenação do professor Luiz Ângelo Mirisola Filho, que orienta a respeito dos tipos de adubação do coqueiro anão bem como características e importâncias dos nutrientes entre outros. Leia também nosso outro artigo Algumas dicas para o cultivo de coco.

Beatriz Lazia 21-08-2012 Cultivo de Coco

Deixe um Comentário

Comentários

Marivanda Picinini

04-11-2018

gostaria de receber artigos para pequenos produtores rurais.

Resposta do Portal Agropecuário

05-11-2018

Olá Marivanda,

Conforme solicitado, cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos