Saiba um pouco mais sobre fusariose do abacaxi

Saiba um pouco mais sobre fusariose do abacaxi. Alguns fungos, como o Fusarium sublutinans, podem acometer os abacaxizeiros e comprometer seriamente a produção.

O fungo da fusariose tem atingido plantações nas mais diversas regiões produtoras de abacaxi do país

Saiba um pouco mais sobre fusariose do abacaxi"O abacaxi é um fruto tropical, utilizado tanto no consumo in natura quanto na industrialização, em diferentes formas: calda, suco, cristalizado, geleia, licor, vinho, vinagre e aguardente. Essa versatilidade torna o cultivo do abacaxi altamente rentável quando conduzida com tecnologia adequada", afirmam os especialistas do FRUPEX e professores do Curso a Distância CPT Produção de Abacaxi em Livro+DVD e Online.

Embora os avanços tecnológicos tenham otimizado os resultados do produtor de abacaxis, como aumento da produtividade e qualidade do fruto, alguns fungos, como o Fusarium sublutinans, podem acometer os abacaxizeiros e comprometer seriamente a produção. Disseminado pelo uso de mudas contaminadas, ou ainda pela ação de chuvas, ventos e insetos, o fungo da fusariose tem atingido plantações nas mais diversas regiões produtoras de abacaxi do país.

Por meio de uma relação conhecida como epifitismo, na qual uma planta vive sobre a outra como apoio, o fungo se fixa nas folhas do abacaxizeiro até encontrar condições favoráveis para se desenvolver: temperatura entre 15 e 25 °C, umidade relativa do ar alta e alto índice pluviométrico.

Principais sintomas da fusariose do abacaxi:

->Frutilhos deprimidos e com coloração marrom;
->Lesões no caule e na base das folhas;
->Podridão dos lóculos do ovário;
->Amarelamento dos frutos;
->Enfezamento e clorose;
->Encurtamento do talo;
->Exsudação de goma;
->Perda da rigidez;
->Morte do ápice;
->Deformação.

Medidas de controle e prevenção da doença:

->Uso de plantas com propriedades antibióticas, como alho e gengibre;
->Tratamento contra broca para evitar injúrias no abacaxi;
->Uso de variedades de abacaxi mais resistentes;
->Pulverização com fungicidas durante a floração;
->Eliminação dos restos culturais pós-colheita;
->Eliminação dos abacaxizeiros infectados;
->Uso de mudas livres do patógeno;
->Mudança na época de produção;
->Indução floral do abacaxizeiro.

Fontes: agronomoalcimar.blogspot.com.br; infobibos.com

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Fruticultura.

Andréa Oliveira 05-04-2018 Fruticultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.