Dicas para combater o fundo-preto do tomate

Algumas dicas para combater o fundo-preto do tomate irão ajudar você, agricultor, a evitar sérios prejuízos em sua lavoura.

Algumas dicas para combater o fundo-preto do tomate irão ajudar você, agricultor, a evitar sérios prejuízos em sua lavoura

Dicas para combater o fundo preto do tomate 

O fundo-preto do tomate gera grandes prejuízos ao agricultor. Portanto, se você tem uma plantação de tomates e os frutos apresentam manchas negras na parte posterior, provavelmente o tomateiro já está com podridão estilar, como também é conhecida a doença. Isso acontece devido à deficiência de Cálcio ou ao estresse hídrico.

Os primeiros sintomas se manifestam nos tecidos da extremidade dos tomates. Eles se tornam flácidos e, gradativamente, a parte posterior do fruto torna-se necrosada. Daí o nome popular "fundo-preto do tomateiro".

"Vários são os fatores que podem causar a doença no tomateiro, como deficiência de Cálcio e estresse hídrico", explica o professor Marcos Tadeu de Moraes Sala Sansão, do Curso CPT Produção de Tomate para Indústria.

Entretanto, outros problemas no solo, como alta salinidade, desequilíbrio de nutrientes (excesso de Nitrogênio, Sódio, Magnésio, Potássio e Enxofre) e pH baixo, também podem gerar o fundo preto no tomate.

Por isso, o produtor deve ter cuidado ao adubar seus tomateiros, principalmente se os adubos possuírem grande porcentagem de Potássio e Nitrogênio. Ambos podem "competir" com o Cálcio do solo causando a sua deficiência.

Da mesma forma, em hipótese alguma, o agricultor pode privar os tomateiros da irrigação. Em especial, se a planta estiver nas fases de florescimento e desenvolvimentos dos frutos. A função da água é conduzir os nutrientes ao tomateiro.

Por isso, com a escassez hídrica no solo, não haverá como levar o Cálcio nem outros nutrientes para a planta. Com isso, abre-se uma porta para o surgimento de doenças, incluindo as causadas por fungos.

Dicas para combater o fundo preto do tomate:

  1. Antes do plantio, deve-se fazer a análise do solo; se houver deficiência de Cálcio, este deverá ser adicionado durante a adubação.
  2. Deve-se fazer a correção do pH do solo por meio da calagem, pois se o pH estiver baixo, a planta estará propícia a doenças.
  3. Deve-se equilibrar os nutrientes do solo para que um não concorra com o outro; daí a necessidade de uma análise prévia do solo.
  4. Ao plantar os tomateiros, prefira as variedades mais resistentes a pragas e doenças.
  5. Faça covas mais profundas para que as raízes alcancem mais facilmente os nutrientes necessários à planta.
  6. Faça a irrigação regular de seus tomateiros, jamais deixando que entrem em estresse hídrico.

Por Andréa Oliveira.

Fontes: Globo Rural e Fitodisease.

Andréa Oliveira 01-07-2015 Horticultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.