Máquina higieniza frutas e legumes sem usar água

Máquina higieniza frutas e legumes sem usar água. Além de economizar grande volume de água, utilizado no processo de lavagem dos alimentos, o equipamento oferece maior sustentabilidade aos setores do ramo.

A máquina que higieniza frutas e legumes sem usar água foi desenvolvida pela Embrapa Instrumentação de São Carlos

Máquina higieniza frutas e legumes sem usar água

Recentemente, a Embrapa Instrumentação de São Carlos lançou uma máquina que higieniza frutas e legumes sem usar água. Além de economizar grande volume de água, utilizado no processo de lavagem dos alimentos, o equipamento oferece maior sustentabilidade aos setores do ramo. Esta é mais uma conquista do centro de pesquisa de São Carlos que, desde 1984, investe no desenvolvimento de tecnologias em prol da redução do consumo de água e energia elétrica na agricultura.

Capaz de limpar frutas e legumes em escala, a máquina não apenas diminui significativamente o consumo de água como também reduz os custos com produção. Além disso, com a crise hídrica no país, a máquina caiu como luva para muitos produtores de frutas e legumes com problemas de escassez de água. De fato, trata-se de uma tecnologia inovadora, criada para otimizar os ciclos de produção agrícola.

Ao invés de usar água para a lavagem da colheita antes de ser classificada por nível de maturação e tamanho, a máquina usa escovas com cerdas, capazes de limpar quaisquer sujidades contidas nos alimentos. Segundo Marcos David Ferreira, pesquisador envolvido no projeto, os frutos e legumes passam pelo conjunto de escovas, que realizam a limpeza completa, sem uma gota de água sequer, com total eficiência.

No sistema tradicional de lavagem, os agricultores utilizam até 100 litros de água para lavar 10 caixas de pimentão. Até mesmo as máquinas mais modernas de lavagem e seleção de frutas e legumes desperdiçam grande quantidade de água. Dependendo do tipo de alimento, os gastos são ainda maiores, como é o caso do tomate - no processo de higienização, são utilizados até 500 mil litros por mês.

Inicialmente a máquina será acessível a pequenos produtores de laranja, maracujá, caqui, tomate e pimentão. Os produtores orgânicos de frutas e legumes também estão na lista dos agraciados pela inovadora tecnologia, já que precisam agregar maior sustentabilidade a seu sistema de produção.

"Muitos fruticultores já adotam tecnologias desenvolvidas pela Embrapa, que reduzem o consumo de energia elétrica na cadeia produtiva. Agora, com o uso da máquina de higienização de frutos sem água, eles estarão caminhando rumo a uma produção sustentável e benéfica ao meio ambiente", afirma Dalmo Lopes de Siqueira, professor do Curso a Distância CPT Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas, em Livro+DVD e Online, da Área Fruticultura.

Fontes: Pró Resultado e Bayer Jovens.

Confira o artigo "Tomate industrial: cuidados e comercialização" e aprimore ainda mais o seu conhecimento.

Andréa Oliveira 20-09-2017 Horticultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.