Saiba mais sobre o solo e suas características

Saiba mais sobre o solo e suas características. O solo é composto por matéria orgânica e minerais, indispensáveis para a produção agrícola (lavouras) e pecuária (pastagens).

O solo é composto por matéria orgânica e minerais, indispensáveis para a produção agrícola (lavouras) e pecuária (pastagens)

Saiba mais sobre o solo e suas características

O solo saudável é composto por matéria orgânica e minerais, indispensáveis para a produção agrícola (lavouras) e pecuária (pastagens). Além de fornecer nutrientes, ele garante sustentação às plantas para que possam germinar e se desenvolver com vitalidade. Da mesma forma, ele armazena água das chuvas (lençóis freáticos) e filtra a maioria das partículas poluentes. Além de ser responsável por produzir alimentos (legumes, frutas e verduras), o solo sustenta edificações (casas, edifícios e monumentos). Portanto, ele é um bem natural de suma importância para o desenvolvimento do homem na terra.

Na agricultura, mesmo o solo rico em nutrientes necessita de correções para potencializar sua fertilidade. Para isso, é aplicado calcário para corrigir tanto o pH do solo como a toxidade de alumínio e manganês. "Na aplicação do calcário, deve-se tomar o cuidado para que este fique de forma mais homogênea possível. Quando as doses forem maiores que 5t/ha, estas devem ser divididas em duas parcelas, metade aplicada antes da aração e metade antes da gradagem", afirma Eurípedes Malavolta, professor do Curso a Distância CPT Análise de Solo e Recomendação de Calagem e Adubação, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

Da mesma forma, são aplicados adubos organominerais, além de adubos minerais - como superfosfato e cloreto de potássio, e adubos orgânicos - como esterco curtido ou adubo verde. Na adubação verde, podem ser utilizadas plantas em rotação, sucessão ou consorciação com as culturas. Basta lançá-las ao solo, como camada de proteção superficial, para potencializar suas características físicas, químicas e biológicas. Mas antes da calagem e da adubação, uma amostra do solo deve ser analisada em laboratório - independentemente de o solo ser vermelho, amarelo, cinza, preto ou marrom.

No caso da adubação orgânica com húmus, inúmeros são os benefícios ao solo - como maior retenção de umidade, melhor infiltração de água, controle da acidez (alumínio e chumbo), aumento dos microrganismos benéficos, além da agregação de macro e micronutrientes no solo (nitrogênio, cálcio, potássio, magnésio, fósforo, zinco e cobre).  Se for feito um composto com húmus (com acréscimo de fosfatos), melhores serão os resultados no que diz respeito a produtividade das lavouras.

Quando o solo sofre desgaste, compactação ou poluição, ou ainda perde nutrientes e matéria orgânica, ocorre a sua degradação. Os principais agentes de degradação do solo são os seguintes:

->Aplicação de agrotóxicos de forma desmedida e imprudente;
->Adoção do plantio de monocultura em período muito longo;
->Adubação sem análise química do solo (em laboratório);
->Depósito de lixo e rejeitos industriais de forma inadequada;
->Construção em áreas onde o terreno apresenta estrutura frágil;
->Desmatamentos e queimadas constantes.

Fonte: Revista Globo Rural.

Andréa Oliveira 16-12-2016 Agricultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.