4 doenças causadas por protozoários em pavões

A expectativa de vida dos pavões chega a 16 anos quando se realiza um bom manejo sanitário das aves

4 doenças causadas por protozoários em pavões

“O pavão é uma ave asiática que, ao longo dos anos, propagou-se pelo mundo. Atualmente, no Brasil, essa ave exótica é criada com fins de ornamentação e se adapta muito bem ao clima tropical do país. Não é mera coincidência que é encontrada em jardins, chácaras, sítios e fazendas. Além disso, o investimento em pavões é relativamente baixo e o valor comercial, alto”, afirma João Batista de Oliveira, zootécnico e professor do Curso CPT Criação de Pavões.

Como são dóceis e fáceis de manejar, os pavões aceitam muito bem a criação em cativeiro. Ainda que resistam a vários tipos de enfermidades, o produtor deve lhes garantir conforto e bem-estar para que se mantenham saudáveis e com vitalidade. Os cuidados com os manejos alimentar e sanitário evitam que as aves sejam acometidas por doenças. Com isso, a expectativa de vida dos pavões chega a 16 anos (ou mais).

As visitas de médicos veterinários e zootécnicos também são de suma importância. Principalmente porque esses profissionais podem orientar o criador de pavões quanto ao manejo sanitário das aves. Dessa forma, é possível prevenir e controlar doenças infecciosas no plantel, até mesmo as doenças causadas por protozoários. As mais comuns são a malária aviária, a coccidiose, a leucocitozoonose e a histomonose. Vejamos abaixo com mais detalhes:

1. Malária aviária


A malária aviária é transmitida pelo mosquito Ceratopogonidae, conhecido popularmente como maruim, mosquito-pólvora e mosquitinho-do-mangue. A doença infecciosa destrói os glóbulos vermelhos do sangue dos pavões. Com isso, as aves apresentam anemia aguda, perdem o apetite e, em casos mais graves, morrem. Como prevenção, deve-se impedir que a população dos mosquitos aumente no aviário. Normalmente, o tratamento da doença é realizado com clopidol.

2. Coccidiose


A coccidiose acomete pavões com 3 a 12 semanas de vida. Quando acometidas pela doença, as aves apresentam quadros de diarreia com cor escura. Embora não seja uma doença contagiosa, ela deve ser tratada com sulfonamida fornecida junto à ração dos pavões. Alguns criadores de pavões usam medicamentos preventivos quando as aves estão em fase de risco (fase inicial de desenvolvimento).

3. Leucocitozoonose


Igualmente transmitida por maruins, que carregam consigo um protozoário, a leucocitozoonose destrói os glóbulos brancos do sangue dos pavões. Com isso as aves se tornam debilitadas devido à queda na imunidade, além de perderem o apetite, apresentarem quadros de febre e terem dificuldade de se locomover. O combate aos mosquitos é fator-chave para evitar que infectem as aves. O tratamento pode ser realizado com clopidol, ou ainda sulfonamida.

4. Histomonose


A histomonose é uma doença contagiosa, que acomete principalmente avezinhas nos primeiros dias de vida (5 a 14 semanas). Como ataca o intestino e o fígado, as aves apresentam diarreia com cor amarelada. A debilidade causada pela doença torna os pequeninos pavões sonolentos e fracos. O tratamento é realizado com sulfato de cobre e metronidazol.

Conheça os Cursos CPT da Área Aves Exóticas:

Criação de Pavões

Criação de Periquitos Australianos

Os Segredos da Criação e Comercialização de Agapornis

Fonte: WikiHow

Por Andréa Oliveira

Andréa Oliveira 15-10-2020 Aves Exóticas

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.