Doenças em pavões: formas de prevenção

Os pavões são aves muito resistentes a doenças principalmente quando devidamente manejadas e vacinadas

Doenças em pavões: formas de prevenção

“Os pavões são aves resistentes a doenças principalmente quando submetidas a manejo sanitário adequado, que inclui vacinação e quarentena de aves recém-adquiridas. Esta é a melhor forma de prevenir a contaminação das aves por vírus e bactérias, causadores de doenças, como a Newcastle e a Bouba Aviária”, explica João Batista de Oliveira, zootécnico especialista em aves exóticas e professor do Curso CPT Criação de Pavões.

Doença de Newcastle


A Doença de Newcastle é causada pelo vírus tortorfurens, responsável por gerar os seguintes sintomas em pavões infectados: tremores, movimentos descoordenados, paralisia nas asas e nas pernas, prostração, inapetência, perda de peso e morte. A melhor forma de prevenir a contaminação pelo vírus é com a vacinação das avezinhas de um dia de vida. Como não há tratamento, a mortalidade é alta.

Bouba Aviária


A Bouba Aviária é causada pela bactéria Borreliota avium, responsável por gerar os seguintes sintomas nos pavões: penas arrepiadas, ulcerações brancas na faringe, na laringe, nas narinas e na boca. Além de sonolência, prostração e formação de nódulos na região do corpo onde não há penas. Estes começam pequenos até se tornarem verrugas aglomeradas na pele. Como não há tratamento, os pavões devem ser vacinados desde cedo.

Doença de Marek

A Doença de Marek é causada pelo oncovírus, responsável pelos seguintes sintomas nas aves: torcicolo, cegueira, falta de coordenação, paralisia nas asas e nas pernas, bem como movimentos desordenados da cabeça. Para evitar que os pavões do plantel se contaminem com o vírus, torna-se essencial proceder à vacinação preventiva das aves. Além disso, deve-se submeter as aves recentemente adquiridas à quarentena.

Coriza Infecciosa


A bactéria Hemophilus gallinarum causa Coriza Infecciosa nos pavões, que resulta nos seguintes sintomas: depressão, inapetência, perda de peso, diarreia, fechamento das pálpebras, conjuntivite, tosse, catarro, muco seco nas narinas da ave, coriza, problemas respiratórios e morte por asfixia. A melhor medida a tomar é isolar os pavões doentes (tratamento com antibiótico) dos pavões sadios.

Cólera


São dois os agentes responsáveis pela Cólera: Pasteurella avium e Pasteurella multocida. Quando doentes, os pavões apresentam os seguintes sintomas: falta de ar, prostração, sonolência, fraqueza, inapetência, perda de peso, febre alta, conjuntivite e diarreia esverdeada com indícios de sangue. Aves recém-adquiridas devem passar por quarentena e aves doentes devem ser tratadas com antibióticos.

Conheça os Cursos CPT da Área Aves Exóticas:

Criação de Pavões

Criação de Periquitos Australianos

Criação Comercial de Canários de Cor e Porte

Fonte: Cursos CPT - cpt.com.br

Por Andréa Oliveira.

Andréa Oliveira 23-04-2020 Aves Exóticas

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.