Cultivo de maxixe - planta nutritiva, típica de clima quente

O maxixe deve ser cultivado em regiões com clima quente, entre 20 e 28ºC, para adquirir todas as suas propriedades nutritivas, além de aumentar a sua produtividade

O maxixe deve ser cultivado em regiões com clima quente, entre 20 e 28ºC, para adquirir todas as suas propriedades nutritivas, além de aumentar a sua produtividade

Cultivo de maxixe - planta nutritiva, típica de clima quente

O maxixe (Cucumis anguria L.) chegou ao Brasil trazido pelos negros vindos da África Oriental. É um legume pertencente à família das Curcubitaceae, com coloração verde clara e comprimento médio de 6 cm. Prefere os climas com temperaturas entre 20 e 28ºC, por isso é cultivado nas  Regiões Norte e Nordeste, onde o clima é bem quente. Em regiões com clima frio, não se adapta bem, o que prejudica sua produtividade. Outro fator bastante interessante refere-se ao tipo de solo em que melhor se adapta, este deve ser arenoso ou areno-argiloso, também típico do Norte e do Nordeste.

Existem duas variedades de maxixe tradicionais, o Maxixe Caipira do Norte (com espinhos) e o Maxixe Japonês (sem espinhos). Independente da variedade, os nordestinos e nortistas usam e abusam do maxixe em sua culinária, em deliciosos pratos como ensopados e moquecas. Se forem colhidos ainda pequenos são ainda mais deliciosos e tenros.

As suas folhas também são bastante saborosas, lembrando o sabor do espinafre, mas devem ser cozidas no vapor para amenizar a sua ardência, que é parecida a do jambu. Estas podem ser usadas em recheios de vários tipos de massa, como pastéis, calzones ou ainda em quiches. Todos bastante deliciosos e saudáveis.

Valores nutricionais de 100g de maxixe cru:

Valor energético: 13.8 kcal;

Carboidratos: 2,7 g;

Proteínas: 1,4 g;

Fibra alimentar: 2,2 g;

Vitamina C: 9,6 mg;

Vitamina B1: 0,1 mg;

Potássio: 327,7 mg     

Cálcio: 20,9 mg;

Sódio: 11,0 mg;

Fósforo: 25 mg;

Magnésio: 9,6 mg;

Zinco: 0,2 mg.

Os benefícios do maxixe para a saúde:

-Evita problemas na próstata;

-Diminui o colesterol ruim;

-Auxilia na cicatrização de ferimentos internos e externos;

-Elimina manchas brancas nas unhas;

-Elimina o cálculo renal;

-Alivia as hemorroidas;

-Combate a inflamação nos rins;

-Alivia o enjoo e o mau estar.

O Plantio:

O maxixe pode ser plantado o ano todo se o clima da região for quente. Entretanto, em regiões de clima mais ameno, o maxixe deve ser plantado entre os meses de agosto e fevereiro, época mais quente do ano nessas regiões. Em regra, são semeadas em cada cova 2 sementes, em uma profundidade de 2 cm, com espaçamento de 3 x 1 metro entre linhas. Ao invés do plantio da semente diretamente na cova, pode-se fazer mudas de maxixe, em bandejas ou em  saquinhos de papel, para depois transplantá-las para o local definitivo.

Os tratos culturais:

A cultura do maxixe deve permanecer no limpo, necessitando periodicamente de capinas manuais.  Já a umidade do solo deve ser equilibrada, o suficiente para o desenvolvimento da planta durante os 60 dias de ciclo.

A colheita:

A colheita do maxixe deve se iniciar após os 60 dias de ciclo, quando os frutos estiverem bem desenvolvidos e tenros, mas sem sementes. Assim que são colhidos, os maxixes são acondicionados em caixas de plástico ou de madeira, ou ainda em embalagens de papelão e bandejas, seguindo direto para a comercialização.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Agricultura, elaborados pelo CPT - Centro de Produções Técnicas.


Andréa Rocha 31-10-2013 Agricultura

Deixe um Comentário

Comentários

Maria Ivone Gomes

28-09-2020

O maxixe que se compra vem com sementes . Deve- se dispensar as sementes ? As sementes dão amargo à polpa do maxixe ? O maxixe japonês tem amargo? As propriedades do maxixe caipira são as mesmas do maxixe japonês ?

Resposta do Portal Agropecuário

29-09-2020

Olá, Maria!

Neste caso, recomendamos que procure um especialista na área para ajudá-la com os detalhes da produção.

Atenciosamente,

Lidiane Lisboa