Doma gentil do gado melhora qualidade da carne

Doma gentil do gado melhora qualidade da carne. Para tocar o gado corretamente, o ideal é utilizar um cabo de madeira com um pano branco preso na ponta.

A doma gentil do gado utiliza o manejo diferenciado com base no bem-estar e conforto animal

Doma gentil do gado melhora qualidade da carne

Técnica criada pela veterinária norte-americana Mary Temple Grandin, a doma gentil do gado utiliza o manejo diferenciado com base no bem-estar e conforto animal. Além de evitar contusões e estresse nos bovinos, as boas práticas adotadas melhoram a qualidade da carne. Ao transportar os animais, por exemplo, o pecuarista deve garantir a eles uma condução adequada e tranquila. Caso contrário, a carne bovina torna-se dura e escura, com pouca aceitação por parte do consumidor.

Outro aspecto relevante é em relação à condução do rebanho até os currais. De acordo com a veterinária desenvolvedora da técnica, muitos utilizam instrumentos inadequados para guiar o gado. Como resultado, os maus tratos causam sérias contusões na musculatura do animal, o que afeta as regiões mais nobres da carcaça. Com isso, a qualidade da carne é prejudicada. Para tocar o gado corretamente, o ideal é utilizar um cabo de madeira com um pano branco preso na ponta.

Da mesma forma, não é recomendado gritar com os animais do rebanho, muito menos bater. Com tranquilidade, o rebanho é conduzido com mais facilidade aos currais. Os bons tratos fazem com que os bovinos obedeçam melhor aos comandos do pecuarista. Outra medida eficaz para a condução do gado são os currais curvilíneos. Dessa forma, os animais seguem um atrás do outro, o que torna muito mais fácil o seu deslocamento até o curral. Mas é importante construir um muro de concreto no percurso até o curral para evitar distrações do animal.

Na verdade, o uso de currais em curvas é embasado no aspecto comportamental dos bovinos, que tendem a voltar ao ponto de partida de onde vieram. Nesse tipo de curral, os animais imaginam estar voltando ao ponto de partida. Além disso, eles passam a seguir os outros, pois acham que estão indo a um ponto seguro. Essa prática é simples e facilita a locomoção dos animais sem causar neles estresse.

Na doma gentil do gado é imprescindível manejar o rebanho em horários com temperatura mais amena. Segundo Grandim, lidar com os animais em dias muito quentes causa a eles estresse hídrico, principalmente se for no momento do transporte. Além disso, o motorista do caminhão deve ser cuidadoso e dirigir com cautela - sem dar arranques no veículo nem fazer curvas fechadas.

Fonte: Canal Rural.

Confira o Curso a Distância CPT Como Aumentar a Rentabilidade na Pecuária de Corte, em Livro+DVD e Curso Online, elaborado por Adilson de Paula Almeida Aguiar, zootecnista especialista em Produção Animal e Planejamento Pecuário.

 

Andréa Oliveira 14-08-2017 Pecuária de Corte

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.