Raças Gir e Guzerá produzem leite A2 não alergênico

Raças Gir e Guzerá produzem leite A2 não alergênico. Nos últimos anos, têm sido conduzidos programas de melhoramento genético de ambas as raças para produção de leite que não causa alergia nas pessoas.

Nos últimos anos, têm sido conduzidos programas de melhoramento genético das raças zebuínas Gir e Guzerá para produção de leite A2 não alergênico

Raças Gir e Guzerá produzem leite A2 não alergênico

Uma das novidades da pecuária leiteira nacional é o leite A2 não alergênico. Ele pode ser produzido por meio do melhoramento genético em algumas raças de bovinos, como Gir e Guzerá. Por isso, criadores de zebu têm investido em estudos, que tornem possível a comercialização do inovador produto no mercado. É importante ressaltar que muitas pessoas são intolerantes à proteína do leite convencional, o que causa sérios males, como diarreia, dor abdominal e mal-estar.  

Uma das principais raças produtoras do leite A2 é o bovino Gir Leiteiro

Segundo Luciano de Araújo Ferraz, presidente da AMCGIL - Associação Mineira dos Criadores de Gir Leiteiro, uma das principais raças produtoras do leite A2 é o bovino Gir Leiteiro. Isso porque a proteína presente no seu leite não causa alergia às pessoas. Como é um produto diferenciado e com alto padrão de qualidade, o leite não alergênico recebe preços maiores no mercado, com grande demanda nos principais laticínios do país.

A raça Guzerá também possui aptidão para produção de leite não alergênico

Não somente o Gir Leiteiro possui potencial para produção do leite A2, outras raças também possuem aptidão para tal, como a raça Guzerá. De acordo com André Rabelo, coordenador do PNMGL - Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro, com os avanços no melhoramento genético, daqui a 5 anos, nosso país terá o leite A2 nas prateleiras dos melhores comércios.

As vacas Gir e Guzerá podem alcançar altas produções de leite por lactação

"Nos últimos anos, têm sido conduzidos programas de melhoramento genético das raças zebuínas Gir e Guzerá para produção de leite A2 e os resultados têm sido animadores. Inclusive é cada vez maior o número de vacas dessas raças que atingem altas produções de leite por lactação", afirmam Roberto Luiz Teodoro e Rui da Silva Verneque, professores do Curso a Distância CPT Melhoramento Genético de Gado de Leite, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

O consumo regular do leite não alergênico previne arteriosclerose e diabetes

Para garantir o mais alto padrão de qualidade do leite de ambas as raças, tem sido realizada a seleção dos puros A2A2, específicos para a produção de leite A2, com maior valor agregado. Além de ser um produto próprio para pessoas com intolerância à lactose, o leite não alergênico possui outros benefícios para a saúde humana, como prevenção da arteriosclerose e do diabetes. Portanto, pode ser consumido por quem não possui alergia, mas quer manter a saúde em dia.  

Fonte: Hoje em Dia.

Andréa Oliveira 16-02-2017 Pecuária de Leite

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.