Criação de cavalos - saiba como reduzir o estresse animal

Criação de cavalos - saiba como reduzir o estresse animal. Mudanças drásticas no ambiente podem acarretar o estresse do cavalo, pois os níveis de cortisol são elevados.

Mudanças drásticas no ambiente podem acarretar o estresse do cavalo, pois os níveis de cortisol são elevados

Como evitar o estresse do cavalo

O cavalo é um dos animais mais versáteis já conhecidos -  usado nas fazendas (para trabalho), na equoterapia, no lazer, no esporte e no policiamento. Entretanto, alguns cuidados são essenciais para reduzir o estresse - em especial, por se tratar de um animal que gosta de liberdade e tranquilidade. Quando não está em seu habitat natural, o equino requer de algum tempo no pastejo - caso contrário, sua saúde física e mental pode ser prejudicada.

Do mesmo modo, mudanças drásticas no ambiente podem acarretar o estresse do cavalo.  Isso porque o cortisol - hormônio do estresse, eleva seus níveis séricos graças às respostas do organismo do equino a circunstâncias emergenciais. Por isso, devemos considerar os seguintes fatores:

->Como é a relação homem-cavalo?
->Onde o equino é alojado?
->O ambiente é barulhento?
->Os critérios de higiene são seguidos?
->O pastejo é realizado com frequência?
->Como é feito o transporte do animal?
->O local de criação possui um aglomerado de animais?
->Como é realizado o preparo para competições?
->Como é feito o treinamento do cavalo?
->Ocorreram alterações na alimentação?
->O desmame foi realizado adequadamente?
->O tratador sabe realizar o manejo correto do equídeo?
->O cavalo passou por procedimentos cirúrgicos recentemente?

Caso tais fatores não sejam levados em consideração, como consequência, surgem alterações fisiológicas no cavalo - como mínimo aproveitamento dos nutrientes da dieta, baixa resposta imunológica a doenças, redução do desempenho atlético nas provas e sérios distúrbios digestivos (gastrite, diarreias e síndrome cólica). Daí a extrema necessidade de respeitar as exigências e particularidades básicas do cavalo.

Portanto, para garantir o bem-estar do equino e aproveitar o máximo de desempenho do animal, os criadores e tratadores devem:

->Realizar treinamento, de forma equilibrada (conforme o nível do cavalo);
->Garantir mineralização contínua (suprir as perdas dos eletrólitos pelo suor);
->Seguir criteriosamente os horários estabelecidos para as refeições;
->Fornecer concentrado de boa digestibilidade pré-cecal;
->Fornecer volumoso de boa qualidade (com mais folhas e menos talo);
->Evitar alterações drásticas no regime alimentar do cavalo;
->Disponibilizar água de boa qualidade (limpa e fresca);
->Fazer o transporte do equino de forma adequada.

Ao cavalo com estresse recomendamos o acompanhamento com médico veterinário. Alguns alimentos funcionais auxiliam na redução do estresse, pois contêm substâncias que agem no sistema nervoso e no metabolismo energético do animal. Um bom exemplo é o Horsecrek - alimento funcional composto por triptofano, magnésio, cromo, além de vitaminas e sais minerais.

Fonte: Revista Crioulos.

Confira os Cursos a Distância da Área Criação de Cavalos.

Andréa Oliveira 27-09-2016 Cavalos

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.