Vantagens de se fazer o desmame em ovinos de corte

Vantagens de se fazer o desmame em ovinos de corte. Desmamar ovinos de corte é uma prática fundamental, necessária e vantajosa, pois potencializa a capacidade produtiva do rebanho.

O desmame em ovinos de corte é uma prática fundamental, necessária e vantajosa, pois potencializa a capacidade produtiva do rebanho

Vantagens de se fazer o desmame em ovinos de corte Segundo Edson Ramos de Siqueira, professor do Curso a Distância CPT Alimentação de Ovinos de Corte, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online, o manejo alimentar de ovinos de corte é essencial para o sucesso da produção e a lucratividade do ovinocultor, pois interfere diretamente no ganho de peso animal e na acumulação de gordura, o que melhora a qualidade da carcaça.

Desmamar ovinos de corte é uma prática fundamental, necessária e vantajosa, pois potencializa a capacidade produtiva do rebanho. Entretanto, é preciso garantir ao plantel o manejo pós-parto adequado. Dessa forma, os animais apresentam rápida recuperação, o que proporciona vitalidade, saúde e força para o próximo encarneiramento. Portanto, fazer o desmame em ovinos de corte gera excelentes resultados.

Para realizar o desmame, tanto as ovelhas como os cordeiros devem ser soltos no campo. É importante que o local esteja livre de parasitas para não comprometer o rebanho. Da mesma forma, mãe e filhote não podem ficar com outros ovinos, pelo menos, por 30 a 45 dias. Isso facilita a recuperação do estresse do desmame e garante um ganho de peso ideal.
 
Do início da lactação ao último mês de gestação, a ovelha reserva toda sua energia para nutrir seu cordeiro. Quando está prestes a nascer, o feto aumenta cerca de 75% do seu peso. Por tais motivos, no parto e pós-parto, o organismo da ovelha sofre estresse, o que a torna mais suscetível a doenças. A baixa imunidade vem do balanço energético negativo, que ocorre devido à desproporção entre o que é consumido e o gasto em energia pela ovelha.  

É importante destacar que o desmame em ovinos de corte não causa males aos cordeiros, além de ser favorável e benéfico para as ovelhas. A julgar pelo aumento da produção de leite, que alcança o ápice na quarta semana após o parto. Simultaneamente, o cordeiro requer maior consumo de leite para suprir as necessidades de seu organismo. Ao chegar à oitava semana, a ovelha produziu 80% do que é capaz de produzir.

A partir do primeiro mês de vida, o rúmen do cordeiro começa a se desenvolver, o que demanda outro tipo de dieta, além do leite materno. Tal prática otimiza a performance do ovino, que começa a ganhar peso até o momento do abate.  

Na verdade, o desmame em ovinos de corte é uma prática simples e barata, que requer pouca mão de obra, além de garantir a recuperação pós-parto da ovelha de forma mais rápida.  Mas ele deve ser realizado até 60 dias antes do próximo encarneiramento. Esse período é mais propício para a ovelha, que consegue aumentar suas condições corporais, além de melhorar seu desempenho para uma nova produção.

Fonte: Cabra & Ovelha - Revista do Agronegócio.

Andréa Oliveira 13-02-2017 Criação de Ovelhas

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.