Pastejo rotacionado potencializa produção pecuária

Pastejo rotacionado potencializa produção pecuária. Quando a pastagem responde bem às técnicas de recuperação, em pouco tempo, ela traz lucros ao produtor rural.

Por meio do patejo rotacionado, o produtor aproveita todo o potencial da forrageira

Pastejo rotacionado potencializa produção pecuária

As pastagens alcançam milhões e milhões de hectares em todo território nacional. Entretanto, a maior parte delas estão em avançado grau de degradação devido ao manejo inadequado. Segundo Pedro Henrique Lopes Lorençoni, engenheiro agrônomo do Departamento Técnico de Sementes do Grupo Matsuda, para reverter esse quadro, torna-se fundamental proceder a técnicas de recuperação de pastagens. O pastejo rotacionado, por exemplo, apresenta ótimos resultados para evitar a degradação do pasto.

Método para potencializar a produção pecuária

Quando a pastagem responde bem à recuperação, em pouco tempo, ela traz lucros ao produtor rural. E o "pastejo rotacionado mostra-se como um excelente método para potencializar a produção pecuária", afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, do Curso a Distância CPT Recuperação de Pastagens - Método Direto em Livro+DVD e Online. No processo, a área é dividida em piquetes.

Máximo aproveitamento da forrageira

O tamanho dos piquetes depende da cultivar plantada, do número de animais, que irão pastar no local, e do tempo de pastejo em cada piquete. Por meio do patejo rotacionado, "o produtor aproveita todo o potencial da forrageira, reduz significativamente as perdas e aumenta a produção por hectare, além de oferecer ao rebanho alimento de qualidade, graças ao ponto ideal de entrada dos animais no piquete", destaca Lorençoni.

Pastejo rotacionado em áreas de degradação

O sistema de pastejo rotacionado, com pastagem nova, é recomendado para áreas com alto nível de degradação. Nesse caso, o pecuarista considera o fato de a área degradada estar produzindo forrageiras em menor quantidade e qualidade. Em contrapartida, se o objetivo do produtor for dividir uma área maior em pequenos piquetes, para reduzir as perdas de forragem, ele deve optar por áreas mais produtivas (menos degradadas).

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Pastagens e Alimentação Animal.

Fonte: folhadosudoeste.jor.br

Andréa Oliveira 23-07-2018 Pastagens e Alimentação

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.