Como estruturar confinamento para 20 cabeças de gado

Como estruturar confinamento para 20 cabeças de gado. A maioria dos criadores adotam 50 cm de cocho por cabeça - para 20 animais serão necessários 10m.

No confinamento para 20 cabeças de gado, o pecuarista deve escolher uma área mínima de 300m² ou 15m² por cabeça

Como estruturar confinamento para 20 cabeças de gado "O confinamento de bovinos deve ser empregado estrategicamente - em múltiplas abordagens, para que possa contribuir com o aumento dos lucros da atividade pecuária como um todo", afirma Gilmar Ferreira Prado, professor do Curso a Distância CPT Bovinos de Corte em Confinamento - Instalações, Produção de Alimentos e Escolha dos Animais, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

Segundo especialistas da Embrapa, o confinamento para 20 cabeças de gado deve seguir alguns critérios. Inicialmente, o pecuarista deve escolher uma área mínima para cada bovino -15m² de área por cabeça, ou seja, 300m² para 20 cabeças. Em seguida, é essencial dimensionar o cocho para suprir as necessidades nutricionais de cada animal.

A maioria dos criadores adotam 50 cm de cocho por cabeça - para 20 animais serão necessários 10 metros. Os modelos mais utilizados para confinamento de gado são o cocho tipo "u" e o cocho tipo "j", pois ambos são mais facilmente encontrados no mercado. Entretanto, há uma opção mais barata para o pequeno produtor, que é o cocho de plástico (tambores divididos na metade).

Para complementar a estrutura para confinar 20 cabeças de gado será necessário um bebedouro de 200 litros - muitos utilizam uma boia para não desperdiçar água. Em relação ao piso, o pecuarista deve optar por uma área com boa drenagem, que impeça o acúmulo de lama - principalmente próximo ao cocho. Uma sugestão é colocar concreto na área que circunda o cocho.

Quanto à área coberta para o confinamento de gado, esta torna-se necessária no período das chuvas - em especial, na área onde se localiza o cocho. É importante ressaltar que a ração não pode permanecer molhada, pois pode fermentar e causar alguns males ao bovídeo. Já na época da seca, a cobertura do cocho não é necessária, pois eleva o custo de produção.

Entretanto, em climas quentes, para garantir o conforto e o bem-estar do animal, é preciso garantir uma área sombreada para o gado (plantio de árvores). Temperaturas altas são prejudiciais ao animal e causam prejuízos ao pecuarista, pois reduzem a performance do gado.

Fonte: Globo Rural.

Andréa Oliveira 25-04-2017 Pecuária de Corte

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.