Criação e manejo de periquitos australianos

Existem duas formas distintas utilizadas para a reprodução do periquitos australianos.

Periquitos autralianos, machos e fêmeas, devem estar em perfeitas condições para o acasalamento

  periquitos australianos

Existem duas formas distintas utilizadas para a reprodução dos periquitos australianos. A primeira consiste na criação em colônias nas quais vários casais dividem o mesmo viveiro, simulando as condições naturais. A segunda é a criação em gaiolas, onde cada casal ocupa uma gaiola separadamente.

A criação em gaiolas é a forma mais trabalhosa. Contudo, se o criador deseja uma seleção de características, esta é a melhor alternativa. Para iniciar uma criação, é importante que o criador se atente à quantidade inicial, pois, segundo a maioria dos criadores de experiência, a forma mais correta é começar com poucos casais.

Quanto ao acasalamento, é essencial que a intenção e o desejo do criador sejam levados em consideração. Se ele deseja produzir filhotes de uma determinada cor, ele tem que seguir uma linha. Caso seu desejo seja o de  produzir filhotes que se aproximem do padrão ideal de exibição, a linha é outra.

Para um bom acasalamento, é preciso que tanto o macho quanto a fêmea estejam em perfeitas condições. Por isso, não se deve fazer o acasalamento com pássaros em fase de mudança de penas, jovens demais ou muito velhos, doentes ou que acabaram de se recuperar de alguma doença.

Lembramos que os periquitos são aves de reprodução precoce, ou seja, já estão aptos a reproduzir com três ou quatro meses de idade. De forma geral, as fêmeas acima de quatro anos e machos acima de cinco não apresentam bons resultados na reprodução.

Pode ser que haja rejeição durante o acasalamento e isso se deve ao fato de uma possível separação de um casal já formado anteriormente no viveiro. Manter os periquitos separados por sexo durante a estação não reprodutiva pode evitar esse problema. Na época do acasalamento, eles já estarão separados do último par por vários meses. Com isto, o número de rejeição pode ser reduzido consideravelmente.

Consulte o curso Criação de Periquitos Australianos, elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, e confira as dicas do doutor Renato Azevedo Uchôa, criador há mais de 30 anos. Neste curso, você receberá orientações a respeito da escolha do local para a criação, instalações e equipamentos apropriados, reprodução dos periquitos, manejo alimentar e sanitário, campeonatos e exposições, além de saber como proceder durante a comercialização. Confira também nosso artigo Criação de periquitos australianos.

Beatriz Lazia 28-02-2012 Pequenas Criações

Deixe um Comentário

Comentários

Gildileni Souza Silva

18-06-2019

Meus periquitos começaram a tentar acasalar ontem, mas foram só tentativas. Por que?

Resposta do Portal Agropecuário

19-06-2019

Olá Gildileni Souza,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Para que os periquitos fiquem mais confortáveis, coloque-os em um local mais reservado, sem muito barulho e trânsito de pessoas, provavelmente isso ajudará para que ocorra o acasalamento.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

william luiz garcia de oliveira

18-01-2019

o que devo fazer alen da limpeza do ninho para evitar que o coco dos filhotes de periquitos gruden nos pes deles.

Resposta do Portal Agropecuário

21-01-2019

Olá William,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Só manter uma limpeza constante.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto