Dicas importantes sobre criação de pirarucu

O pirarucu (Arapaima gigas) pode chegar a mais de 2 metros de comprimento e alcançar mais de 200 quilos

Dicas importantes sobre criação de pirarucu

“Montar uma criação de peixes pode render ótimos lucros ao piscicultor. Entretanto, não basta planejar a parte estrutural e contratar funcionários bem capacitados, é fundamental escolher as melhores espécies de peixes, como o pirarucu (Arapaima gigas), que apresenta bom preço comercial”, ressalta Giovanni Resende de Oliveira, zootécnico e professor do Curso CPT Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura.

O pirarucu pode chegar a mais de 2 metros de comprimento e alcançar mais de 200 quilos. Considerado um dos maiores peixes de água doce, o Arapaima gigas está ameaçado de extinção. Por esse motivo, antes de iniciar a criação de pirarucu, o piscicultor deve procurar o órgão ambiental estadual para solicitar a aprovação da atividade.

Como iniciar a criação de pirarucu?


Para dar início à criação, o piscicultor deve adquirir pirarucus juvenis de produtores idôneos, reconhecidos no mercado e credenciados legalmente. Esta é a melhor forma de adquirir matrizes de peixes com boa ascendência, o que garante ao produtor uma produção de qualidade.

Quais as condições ideais da água?


Quando a água apresenta pequena quantidade de sedimentos, é clara e levemente alcalina, ela está em condições ideais para criar pirarucu. Além disso, a faixa de temperatura recomendada para a criação dessa espécie deve se manter entre 24 e 37°C, pois o pirarucu prefere ambientes mais quentes, sem variações de temperatura.

Quais os melhores tanques para a criação?


O tanque de terra escavado é a melhor estrutura para a criação de pirarucu. Ele pode ser abastecido com água, que flui por um canal e um tubo de PVC, com vazão controlada por um monge. Assim que os peixes chegarem a 1 quilo de peso, eles devem ser transferidos para o tanque de engorda onde permanecem por um ano. É importante que a densidade seja de um peixe por 10 m².

Qual a base da alimentação do pirarucu?


A alimentação do pirarucu pode ser natural (forrageiras, tilápias e lambaris) até alcançar 40 gramas de peso. Entretanto, o arraçoamento é a melhor opção por se tratar de uma criação comercial. Nesse caso, quando o peixe juvenil atingir entre 1,5 e 2 gramas, ele deve ser transferido para outro tanque para o devido condicionamento alimentar. Esse procedimento treina o peixe para consumir ração, por seis dias (ou mais), distribuída em seis refeições.

Como ocorre a reprodução da espécie?


O pirarucu criado em cativeiro leva em torno de quatro anos para chegar à fase reprodutiva. Nesse momento, torna-se mais fácil diferenciar o macho (cor avermelhada) da fêmea (cor acastanhada). A desova ocorre em água parada e em ninhos defendidos pelos machos. Esse cuidado parental é realizado nos primeiros meses de vida dos filhotes de pirarucu. Geralmente, nascem entre 3 mil a 10 mil peixinhos.

Conheça os Cursos CPT da Área Piscicultura:

Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura

Criação Comercial de Surubim

Criação de Pacu e Tambaqui

Fonte: Revista Globo Rural

Por Andréa Oliveira

Andréa Oliveira 23-12-2020 Piscicultura

Faça já o Download Grátis

Download brinde Criação de Peixes em Viveiros Escavados

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.