Confira as doenças em peixes mais comuns na aquicultura

Confira as doenças em peixes mais comuns na aquicultura. Na maior parte dos casos, as doenças são causadas por uma série de fatores, como não adoção de medidas preventivas e manejo nutricional dos peixes inadequado.

As doenças em peixes mais comuns na aquicultura são causadas por uma série de fatores, dentre eles, a não adoção de medidas preventivas

Confira as doenças em peixes mais comuns na aquicultura

"A aquicultura nacional enfrenta sérios problemas com doenças - em especial, os criadores de larvas e alevinos. Bactérias, fungos e protozoários atacam os peixes nas mais diferentes fases de criação, o que gera prejuízos aos piscicultores de ordem catastrófica", afirmam Dálcio Ricardo de Andrade e Manuel Vazquez Vidal Junior, professores do Curso a Distância CPT Produção de Alevinos em Livro+DVD e Online.

Na maior parte dos casos, as doenças são causadas por uma série de fatores, como não adoção de medidas preventivas, manejo nutricional dos peixes inadequado, baixa qualidade genética dos exemplares utilizados nas desovas, além de problemas na qualidade da água. Como consequência, os peixes se tornam suscetíveis a males, como tuberculose, hidropsia, saprolegniose e outros.

Tuberculose

Conhecida popularmente como doença da "barriga seca", a tuberculose em peixes é causada por problemas na qualidade da água dos tanques de criação. Assim que são acometidos pela doença, os peixes perdem peso, o que resulta em retração ventral (barriga seca). Outros sintomas: nadadeiras dos peixes destruídas e queda de escamas.

Doença dos ciclídeos

A doença dos ciclídeos (ou dos "buracos na cabeça") pode ser causada pelo protozoário Hexamita sp. ou por bactérias. Um dos principais sintomas são feridas localizadas na cabeça dos peixes, que se tornam buracos. Mas também podem ocorrer sintomas similares aos da hidropsia.

Saprolegniose

Também conhecida como "doença do algodão", a saprolegniose é causada pelos fungos Achlya sp., Saprolegnia sp. e Ichthyosporidium sp.. Quando infectados, os peixes apresentam tufos semelhantes a algodão (daí o nome) nas nadadeiras e no corpo. Em alguns casos, eles perdem escamas.

Ictiofitiríase

Conhecida como íctio ou doença dos "pontos brancos", a ictiofitiríase é causada pelo protozoário Ichthyophthyrius multifiliis. Quando os tanques passam por quedas bruscas de temperatura, os peixes se tornam mais suscetíveis à doença. Além da presença de pontinhos brancos nas nadadeiras e no corpo, os peixes apresentam como sintomas: inapetência e respiração ofegante.

Hidropsia

Na hidropsia, há uma séria infecção bacteriana, que causa aumento do volume na região do ventre. Não apenas isso, os peixes podem apresentar outros sintomas, como escamas eriçadas, e o mais grave: paralisia dos órgãos internos.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Piscicultura.

Fonte: grupoaguasclaras.com.br

Andréa Oliveira 14-06-2018

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.