Saiba como usar 7 plantas medicinais incríveis

Estudos comprovam os efeitos terapêuticos de plantas medicinais - como alecrim, boldo-do-chile, calêndula, capim-limão, hortelã-pimenta, tamarindo e valeriana

Saiba como usar 7 plantas medicinais incríveis

“Cientificamente, estudos comprovam que os efeitos terapêuticos de algumas plantas medicinais - como alecrim, boldo-do-chile, calêndula, capim-limão, hortelã-pimenta, tamarindo e valeriana, além de altamente vantajosos, em termos de custos e benefícios para o homem, são muito eficazes”, afirma André Furtado Carvalho, do Curso CPT a Distância e Online Plantas Medicinais e Aromáticas - Produção de Mudas.

1.Alecrim (Rosmarinus officinalis)


A planta medicinal Rosmarinus officinalis é conhecida popularmente como alecrim e rosmarinho. A cânfora existente na erva ajuda a aliviar dores provenientes de doenças articulares e reumáticas, além de reduzir quadros de enxaqueca e fortalecer a imunidade.

*Diluir 1 colher (café) de óleo essencial de alecrim em 1 xícara (chá) de azeite de oliva. Massagear a região dolorida com essa mistura.

2.Boldo-do-chile (Peumus boldus)


A planta medicinal Peumus boldus é conhecida popularmente como boldo-do-chile e boldo-verdadeiro. A boldina existente na erva estimula a secreção da bile favorecendo a digestão. A planta também apresenta ação anti-inflamatória, principalmente no fígado e na vesícula.

*Fazer uma infusão com 1 colher (sobremesa) das folhas de boldo picadas em 1 xícara (chá) de água fervente. Aguardar 10 minutos antes de beber o chá.

3.Calêndula (Calendula officinalis)


A planta medicinal Calendula officinalis é conhecida popularmente como calêndula e mal-me-quer. Além de apresentar ação cicatrizante, a erva ajuda no tratamento de fungos, queimaduras leves, assaduras, escaras e acne. Alguns de seus princípios ativos aliviam as cólicas menstruais.

*Fazer uma infusão com 1 colher (sobremesa) das flores de calêndula em 1 xícara (chá) de água fervente. Aguardar 10 minutos antes de beber o chá.

4.Capim-limão (Cymbopogon citratus)


A planta medicinal Cymbopogon citratus é conhecida popularmente como capim-limão e capim-cidreira. Além apresentar ação analgésica em problemas gastrointestinais, a erva proporciona o bom funcionamento do estômago. A planta também reduz a ansiedade.

*Fazer uma infusão com 1 colher (sopa) de folhas frescas picadas em 1 xícara (chá) de água fervente. Aguardar 10 minutos antes de beber o chá.

5.Hortelã-pimenta (Mentha piperita)


A planta medicinal Mentha piperita é conhecida popularmente como hortelã-pimenta e menta-inglesa. O mentol existente na erva auxilia na dilatação dos brônquios aliviando as congestões nasais. A planta também auxilia a digestão.

*Bater no liquidificador 1 colher (chá) da erva em 1 copo (200 ml) de suco de abacaxi. Ou fazer um chá com 1 colher (sopa) das folhas em 1 xícara (chá) de água fervente.

6.Tamarindo (Tamarindus indica)


A planta medicinal Tamarindus indica é conhecida popularmente como tamarindo e tamarino. A erva ajuda a regular o intestino, pois é rica em ácidos frutosos e sais orgânicos. Ela também apresenta ação vermífuga e alivia a prisão de ventre.

*Passar 50 gramas da polpa do fruto em uma peneira e dissolver o suco em um copo de água (200 ml). Tomar um copo ao dia até aliviar a prisão de ventre.

7.Valeriana (Valeriana officinalis)


A planta medicinal Valeriana officinalis é conhecida popularmente como valeriana e erva-dos-gatos. Além de auxiliar no tratamento do estresse, a erva é excelente no tratamento da insônia. Ela apresenta ação ansiolítica agindo no sistema nervoso central.

*Fazer uma infusão com 1 colher (chá) da raiz da planta fatiada em 1 xícara (chá) de água fervente. Aguardar cinco minutos antes de beber o chá.

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Plantas Medicinais.

Leia o artigo "Tenha uma boa noite de sono com plantas medicinais".

Fonte: saude.abril.com.bra

Andréa Oliveira 16-01-2019 Plantas Medicinais

Faça já o Download Grátis

Download brinde Plantas Medicinais

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.