3 importantes fases da criação de marrecos

A criação de marrecos é dividida em três fases: fase inicial, fase de crescimento e fase de engorda (ou fase final)

3 importantes fases da criação de marrecos

Os marrecos são aves com alta rusticidade, rápido crescimento e produção de carne de ótima qualidade. Especialmente o marreco de Pequim, ganhou fama entre os criadores brasileiros e se tornou o preferido para criação comercial. Desde os anos 50, a carne do marreco de Pequim conquistou os consumidores, por ser mais tenra, saborosa e com coloração mais clara quando comparada à carne do pato de Moscou.

Instalações simples, mas adequadas


Duas grandes vantagens dos marrecos é a rusticidade e a capacidade de rápida engorda. Além disso, eles requerem instalações simples, mas adequadas. Deve haver uma área coberta para proteger as aves do sol intenso e da chuva forte. A cobertura também protege a ração e deve apresentar comedouros de madeira, que sejam suficientes para que todos os marrecos se alimentem por igual.

Geralmente, dois centímetros lineares de comedouro, por marreco, já são suficientes. Como o marreco não apresenta papo ou inglúvio (distensão do esôfago com função de armazenar alimentos), ele precisa se alimentar, várias vezes, em pequenas porções, para suprir suas exigências nutricionais diárias.

O abate de marrecos ocorre quando as aves alcançam 2,8 Kg. Podem ser seguidas várias modalidades de engorda em consórcio (marreco-arrozeira-peixe, marreco-arrozeira ou marreco-peixe) praticadas pelos produtores de marreco brasileiros

Criação dividida em fases


A criação dos marrecos é dividida em três fases distintas:

->Fase inicial: do 1° dia de vida até o 21° dia;
->Fase de crescimento: do 21° dia até o 40° dia;
->Fase de engorda: do 40° dia até 50° dia.

Fase inicial


Fase dividida em dois períodos: do 1° dia até o 7° (pré-criação) e do 7° dia até o 21°. Como os marrecos recém-nascidos são sensíveis às alterações ambientais e climáticas, eles devem ser mantidos em galpão protegido e com aquecimento artificial. Caso contrário, a mortalidade do plantel aumenta significativamente. Da primeira semana em diante, os marrequinhos podem ficar ao ar livre para se adaptarem ao ambiente.

Fase de crescimento


Fase que não requer instalações cobertas, pois as aves já estão resistentes. Basta fornecer ração de qualidade protegida com cobertura para não molhar. É importante destacar que a ração molhada pode sofrer fermentação e estragar. Com isso, além de comprometer a saúde das aves, o criador terá prejuízos por perdas. Água fresca e limpa também deve ser disponibilizada, à vontade, aos marrecos.

Fase de abate


“Assim que alcança o peso ideal, que corresponde a aproximadamente 2,8 quilos, o marreco já pode ser abatido. Normalmente, a ave chega a esse peso em 50 dias (ou até menos) conforme o manejo nutricional do marreco. Sua carne diferenciada é comercializada inclusive para restaurantes da alta gastronomia”, ressalta Dálcio Ricardo de Andrade, professor do Curso CPT Criação de Marrecos.

Conheça os Cursos CPT da Área Avicultura:

Criação de Marrecos

Avestruz - Reprodução, Cria e Recria

Codornas - Iniciando a Criação

Fonte: Cursos CPT - cpt.com.br

Por Andréa Oliveira.

Andréa Oliveira 18-06-2020 Avicultura

Faça já o Download Grátis

Download brinde Manual sobre as Principais Raças de Galinha com fim Comercial

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.