Pronasolos - Programa Nacional de Solos começa em março

Pronasolos - Programa Nacional de Solos começa em março. Assim que a execução do Pronasolos tiver início, o Brasil terá dado o primeiro passo para maior sustentabilidade da agricultura.

Assim que a execução do Pronasolos - Programa Nacional de Solos tiver início, o Brasil terá dado o primeiro passo para maior sustentabilidade da agricultura

Pronasolos - Programa Nacional de Solos começa em março Com o objetivo principal de mapear os solos de todo território nacional, foi idealizado o Pronasolos - Programa Nacional de Solos. Sua elaboração começa em março e todas as estratégias para colocá-lo em prática serão finalizadas até novembro de 2017.  Assim que a execução do Pronasolos tiver início, o Brasil terá dado o primeiro passo para maior sustentabilidade da agricultura, além de aumento na produtividade e redução de custos com insumos agrícolas.

Atualmente, o país sofre com a falta de projetos que envolvam estudos aprofundados do solo brasileiro - como escassez de água no meio rural e no meio urbano, além de acentuada erosão em muitas propriedades rurais, o que causa inundações e gastos desnecessários de insumos agrícolas. Segundo o MMA - Ministério do Meio Ambiente, 140 milhões de hectares de terras,  distribuídas em todo território nacional, sofrem com a degradação do solo.

Os números são exorbitantes quando comparados a outras regiões do globo terrestre. Afinal, cerca de 16,5% dos solos do Brasil estão degradados. Isso faz com que alguns produtores rurais passem a produzir em locais marginais - onde os solos não são propícios para o cultivo de lavouras, muito menos para a implantação de pastagens. Outros seguem para locais onde o solo se mostra ainda mais fragilizado - como a região do Pantanal, o que agrava o processo de degradação.

No Brasil, as 26 leis que regulam a conservação do solo nacional são prolixas e generalistas. Daí a necessidade da implantação de programas que incentivem o uso racional do solo e garantam a sua conservação. E o Pronasolos apresenta grande potencial para realizar essa importante jornada. Por meio dele, será realizado o mapeamento detalhado de todo território nacional, que coletará informações específicas, que contribuirão com as políticas públicas.

Além disso, o Programa Nacional de Solos do Brasil irá aprimorar a gestão territorial, fundamentar a agricultura de precisão e pleitear todas as medidas necessárias para concessão de crédito agrícola. No total, serão investidos cerca de R$ 3 bilhões, com estimativas de R$ 40 bilhões em faturamento para o país. No mês de março, fase inicial da elaboração do programa, serão investidos 845 mil reais.

Durante a realização do Pronasolos, vários ministérios e órgãos públicos federais estarão envolvidos no mapeamento de norte a sul do território nacional.  Para isso, foi estipulado um período de 10 a 30 anos para mapear o solo brasileiro em escalas que viabilizem tomadas de decisão mais pertinentes, além possibilitar a criação de políticas públicas nas esferas federal, estadual e municipal.

Fonte: Canal Rural.

Conheça o Curso a Distância CPT Análise de Solo e Recomendação de Calagem e Adubação, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online - elaborado por Eurípedes Malavolta, Godofredo César Vitti, Heitor Cantarella, Jorge de Castro, José Luiz Duarte Coelho, Luiz Ignácio Prochnow e Moacyr Camponez, os melhores especialistas do país.

Andréa Oliveira 03-03-2017 Agricultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.