Uso racional da água na irrigação

Uso racional da água na irrigação. Quando bem planejada, a irrigação fornece às plantas a quantidade suficiente para dar sustentabilidade à produção

É possível fazer o uso racional da água na irrigação e ainda assim gerar elevados níveis de produtividade

Uso racional da água na irrigação “A irrigação precisa ser conduzida de maneira eficiente. O produtor rural deve implantar um sistema de irrigação, que gere elevados níveis de produtividade. Entretanto, devem ser empregadas técnicas, que possibilitem aplicar a água no momento certo e na quantidade necessária para suprir as exigências das plantas”, afirmam Márcio Mota Ramos e Rubens Alves de Oliveira, professores do Curso a Distância CPT Manejo de Irrigação - Quando e Quanto Irrigar em Livro+DVD e Online.

Embora o Vale do Submédio São Francisco (Nordeste) apresente o clima mais seco do país, ele é o segundo maior polo de produção de vinhos e um dos principais produtores de frutas. E tudo se deve à irrigação! A região conta com mais de 100 mil hectares de terra irrigados. Segundo Giuliano Pereira, engenheiro agrônomo e pesquisador em estudo dos vinhos da Embrapa Uva e Vinho/Semiárido (Petrolina-PE), há potencial para dobrar esse número.

O sistema de irrigação racional tornou possível o desenvolvimento da fruticultura na região, principalmente quando se fala em produção de uvas para processamento. O Nordeste produz vinhos com o que há de mais avançado em tecnologia. Além do uso racional da água na irrigação, o que evita desperdícios, o manejo das videiras é planejado para que o produtor escolha o momento da colheita e do plantio das uvas.

“Na verdade, quando bem planejada, a irrigação é uma excelente ferramenta, pois fornece às plantas a quantidade suficiente para dar sustentabilidade à produção”, ressalta Pereira. E os produtores do Vale têm feito isso com maestria. Graças ao uso das águas do rio São Francisco na irrigação, a fruticultura caminha a passos largos, com resultados surpreendentes de produtividade, tal qual tem ocorrido com a produção de uvas para vinhos.

Na região do Goiás, a irrigação também se destaca, tendo em vista a grande disponibilidade de água, o solo fértil, o relevo plano e o clima propício. Atualmente, “somos um dos maiores polos de irrigação da América Latina. A produção é tamanha, que há trabalho no campo o ano todo”, afirma Alexandro Alves, assessor técnico da Faeg - Federação da Agricultura do Estado de Goiás.

De acordo com Cristianny Teixeira, especialista em recursos hídricos da Agência Nacional de Águas, 40% da produção mundial de alimentos são originadas da agricultura irrigada. De fato, a irrigação contribui com o desenvolvimento econômico e social dos países. “E o Brasil possui grande potencial para produção de alimentos, pois apresenta 5,8 milhões de hectares irrigados”, completa a especialista.

Fonte: deolhonocampo.com.br

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Irrigação.

Andréa Oliveira 23-03-2018

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.