Criação de galinhas - tire suas dúvidas

Criação de galinhas - tire suas dúvidas. Independentemente de a criação ser para consumo próprio de ovos e carne, ou ainda para fins comerciais, a criação de galinhas gera algumas dúvidas.

Na criação de galinhas, doenças e pragas são os assuntos que mais causam dúvidas - principalmente entre pessoas menos experientes

Criação de galinhas - tire suas dúvidas

Independentemente de a criação ser para consumo próprio de ovos e carne, ou ainda para fins comerciais, a criação de galinhas gera algumas dúvidas. Doenças e pragas são os assuntos que mais causam questionamentos - principalmente entre pessoas menos experientes. A verdade é que criar galinhas exige cuidados de manejo que promovem o bem-estar das aves, o que as mantêm saudáveis e com boa produtividade.

Problemas nas articulações

Problemas nas articulações das aves podem estar relacionados às juntas inflamadas. Com isso, as galinhas têm dificuldade de locomoção, o que as impede de se movimentar de forma adequada. Quando isso ocorrer, o melhor a fazer é consultar um zootecnista ou veterinário para prescrever um bom anti-inflamatório. Em geral, ele é injetado no local e as doses devem ser fracionadas conforme o peso vivo da ave - daí a necessidade de um especialista.

Infestação de piolhos

Os piolhos são o tipo de infestação que mais atinge as galinhas. Eles sugam o sangue das aves, o que causa anemia - de branda a severa. O controle deve ser feito não somente nas aves infectadas, como também no ambiente onde elas são criadas. Para isso, é preciso desinfetar o viveiro com cloro puro ou creolina.

Outra medida bastante eficiente é a "vassoura de fogo" para eliminar os piolhos das frestas e locais mais difíceis. Da mesma forma, é de fundamental importância incinerar os ninhos e substituí-los por novos. Quanto às galinhas, o médico veterinário indicará o melhor tratamento contra os piolhos.  

Coriza aviária

A coriza aviária é bastante comum nos aviários do país - principalmente se as aves são criadas soltas, sem abrigo para protegê-las das intempéries do tempo. Em geral, os sintomas começam com secreção nos orifícios nasais e nos olhos das aves. A doença é causada por um germe que se prolifera em ambiente úmido, com contínuas correntes de ar.

É muito importante tomar medidas urgentes, pois, em estágios mais avançados, a coriza aviária leva as aves à morte. Como a doença é altamente contagiosa, as galinhas doentes devem ser isoladas das demais e tratadas com antibióticos prescritos por especialista. Como medida preventiva, é necessário desinfetar o criatório e o manter sempre seco, arejado e limpo.

Para que as galinhas permaneçam saudáveis, o criatório deve ser coberto com telhas e protegido com tela, o que reduz as ações do vento, chuva e sol intenso. É importante ressaltar que a cama do aviário deve ser continuamente trocada, além da contínua higienização local.

Fonte: Revista Globo Rural.

Confira os Cursos CPT a Distância da Área Avicultura.

Andréa Oliveira 31-01-2017 Avicultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.