Calendário de manejos de bovinos traz benefícios à pecuária de corte

Calendário de manejos de bovinos traz benefícios à pecuária de corte. Em apenas um ano, desde a sua implementação, houve um aumento de 5% na taxa média de prenhez e uma redução de 50% no fundo de maternidade e na taxa de abortos.

O calendário de manejos de bovinos tem proporcionado aos produtores de gado de corte inúmeros benefícios

Calendário de manejos de bovinos traz benefícios à pecuária de corte

Foram três anos de estudos a campo até que os pesquisadores da Embrapa Gado de Corte concluíssem o calendário de manejos de bovinos. O objetivo principal foi aperfeiçoar o modo como são planejadas e controladas as atividades no universo da pecuária de corte. A ferramenta é totalmente gratuita, desenvolvida em forma de planilha editável (e em versão para impressão), de fácil e simples utilização, para auxiliar os produtores de gado de corte das mais diversas regiões do país.

Para chegarem a uma ferramenta útil e eficaz, os pesquisadores da Universidade Brasil (SP) e os especialistas da Embrapa - dentre eles, Danila Fernanda Rodrigues Frias, Luiz Otávio Campos da Silva, Pedro Paulo Pires, Vanessa Felipe, João Batista Catto, Cleber Soares e Paula Barbosa Miranda, realizaram um criterioso diagnóstico (principalmente clínico e epidemiológico), em propriedades rurais onde são manejados rebanhos de corte. E a eficiência no manejo foi fator-chave para garantir maior rentabilidade aos pecuaristas.

Na verdade, "é preciso que o produtor de gado de corte saiba como otimizar a rentabilidade nas fases de cria, recria e engorda, para aumentar a produtividade do rebanho e, assim, alcançar um bom faturamento", afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Como Aumentar a Rentabilidade na Pecuária de Corte, em Livro+DVD e Online, da Área Gado de Corte. Graças à nova ferramenta de manejos, os resultados podem ser alcançados com maior destreza e segurança.

A elaboração do calendário foi estratégica abrangendo vários tipos de manejo - sanitário, reprodutivo e zootécnico, e categorias - maternal, desmama, pós-desmama e sobreano (cria com mais de um ano), além de touros e matrizes. Sua estruturação é por lotes e cores, para ajudar os pecuaristas a identificarem as atividades por categoria animal e período do ano. Sem falar das recomendações para o manejo reprodutivo (desde o diagnóstico de gestação até o descarte de matrizes) e da agenda sanitária (controle de endo e ectoparasitas e vacinação contra brucelose, febre aftosa e raiva).

Na prática, o calendário de manejos de bovinos tem proporcionado inúmeros benefícios à pecuária de corte, o que é vantajoso à economia do país e aos produtores. Segundo Danila Fernanda Rodrigues Frias, em apenas um ano, desde a sua implementação, houve um aumento de 5% na taxa média de prenhez e uma redução de 50% no fundo de maternidade e na taxa de abortos. Anteriormente à aplicação da ferramenta, era muito comum a ocorrência de abortos nas propriedades produtoras de bovinos de corte.

Fonte: Canal Rural.

Confira o artigo "Plano prevê retirada gradual da vacinação contra febre aftosa" e aprimore ainda mais o seu conhecimento.


Andréa Oliveira 05-02-2018 Pecuária de Corte

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.