Bom manejo da pastagem garante lucro ao pecuarista

Bom manejo da pastagem garante lucro ao pecuarista. O bom manejo da pastagem trata da administração, bem detalhada, dos fatores planta, solo e animal.

O bom manejo da pastagem trata da administração, bem detalhada, dos fatores planta, solo e animal

Bom manejo da pastagem garante lucro ao pecuarista

A pecuária no Pará tem crescido significativamente nos últimos anos. Não é mera coincidência que o estado está entre os cinco maiores rebanhos bovinos do país. Ao todo são 20 milhões de cabeças de gado distribuídas em 20 milhões de hectares. Entretanto, o gado paraense apresenta potencial para duplicar esse número, em um curto período, sem desmatar nenhuma área – pelo contrário, com reflorestamento. Basta realizar um bom manejo da pastagem.

Uso de tecnologias

Segundo Moacyr Bernardino Dias Filho, pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental, cerca de 50% da pastagem do Pará apresenta estágios de degradação. Para mudar essa realidade, é preciso que os pecuaristas da região adotem tecnologias - desde a implantação do pasto até a sua manutenção. O correto manejo da pastagem garante lucro ao pecuarista. E isso é possível com profissionalismo e responsabilidade. Trata-se da “pastagem empresarial”, como afirma Moacyr.

Potencial para crescimento

Antes a pecuária desenvolvida no estado apresentava ciclos de alta de produtividade no pasto, seguida de baixa devido à degradação e ao desmatamento para explorar novas áreas. Felizmente, isso não mais acontece na região. Hoje, aproximadamente 50% dos pecuaristas manejam pastos de qualidade. Os outros 50% apresentam grande potencial para desenvolvimento, mas se forem adotadas tecnologias para recuperação do pasto degradado.

Manejo da pastagem

“O adequado manejo da pastagem trata da administração, bem detalhada, dos fatores planta, solo e animal. Ao conhecer cada um deles e fazer sua monitoração, teremos manejado adequadamente as pastagens”, afirmam Adilson de Paula Almeida Aguiar e Mateus Contatto Caseta, professores do Curso a Distância CPT Recuperação de Pastagens - Método Direto em Livro+DVD e Online.

Pastagem empresarial

Na chamada pastagem empresarial, se o pecuarista investir R$ 1 o retorno será de R$ 4. É o que tem feito Ubiratan Lessa Novelino Filho, pecuarista de corte que, há 14 anos, dedica-se à criação de bovinos de corte. Segundo ele, o pasto usado na engorda do rebanho nunca foi renovado, graças ao manejo correto, além do acompanhamento das mudanças do setor, como novas tecnologias e práticas inovadoras.

Conforto e bem-estar animal

Ubiratan cria 3 bovinos por hectare (a média nacional é 1,2 boi/hectare), mas ele adota uma série de medidas - desde a análise do solo, até o controle de plantas daninhas no pasto. Além disso, o pecuarista plantou na área mais de 8 mil mognos africanos, que garantem conforto térmico ao gado. “O conforto e bem-estar animal resultam em alta performance na engorda do rebanho”, ressalta o produtor paraense.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Pastagens e Alimentação Animal.

Leia o artigo "Quando fazer a recuperação e a reforma das pastagens?"

Fonte: canalrural.uol.com.br

Andréa Oliveira 18-09-2018 Pastagens e Alimentação

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.