Tecnologia otimiza criação de lambaris

Tecnologia otimiza criação de lambaris. Com reprodução induzida, torna-se mais fácil produzir alevinos de lambari. Basta aplicar uma injeção com hormônio de peixes.

A tecnologia é uma excelente aliada do piscicultor no manejo reprodutivo de lambaris

Tecnologia otimiza criação de lambaris

“Os avanços tecnológicos na piscicultura têm possibilitado uma alta performance produtiva e reprodutiva na criação de peixes. Sem falar das técnicas modernas de manejo reprodutivo e alimentar, que otimizam ainda mais os resultados do piscicultor. Hoje criar lambaris, por exemplo, é uma excelente oportunidade de negócio lucrativo e promissor”, afirma Giovanni Resende, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes em Livro+DVD e Online.

Comercialização de lambaris

Com nome científico Astyanax spp., o lambari é um peixe de água doce, com cerca de 20 centímetros de comprimento. Seu habitat natural são rios, lagos e represas, mas também pode ser criado em cativeiro, com fins comerciais. Além de serem comercializados como isca, os lambaris podem ser vendidos já limpos e embalados em bandejas. Os principais compradores são os bares e restaurantes, pois os lambaris são uma iguaria entre os amantes de um bom petisco.

Crescimento dos lambaris

Uma das vantagens do lambari é o rápido crescimento. Em apenas quatro meses, o macho do alcança nove centímetros, já a fêmea, até 12 centímetros. Com a tecnologia como aliada do piscicultor, esse peixe magnífico pode apresentar alto rendimento na fase de engorda. Em alguns casos, ele pode render até mais que peixes com tamanho maior. Portanto, quem pretende investir na criação de lambaris fará um ótimo negócio.

Densidade dos lambaris no tanque

No tanque, a densidade de peixes recomendada é de 50 lambaris/m². Além disso, ele deve receber adubo e calcário para controle do pH da água (de 6,5 a 8). Na fase reprodutiva dos lambaris (agosto a março), a temperatura da água deve permanecer entre 26 e 28°C. Com reprodução induzida, torna-se mais fácil produzir alevinos de lambari. Basta aplicar uma injeção com hormônio de peixes, como carpa (importado da Hungria). São necessárias duas aplicações para a desova.

Manejo reprodutivo controlado

Segundo Thiago Delefrate, engenheiro agrônomo, após a segunda aplicação de hormônio de carpa, o macho e a fêmea do lambari fazem a dança do acasalamento, momento em que a fêmea libera os ovos presentes em seu abdômen. A prática da indução reprodutiva possibilita ao piscicultor o manejo reprodutivo controlado. Como resultado, tanto a alevinagem como a engorda do lambari são facilitadas.

Proporção de exemplares por m²

Nos tanques de criação de lambaris, a proporção ideal, por metro quadrado, são três machos para uma fêmea. É importante incorporar aguapés nos tanques (cobertura de 10% da superfície), pois eles alojarão larvas e alevinos. Os lambaris não apresentam cuidado parental e podem comer os filhotes. Para impedir que isso aconteça, faça a despesca seletiva dos lambaris e os separe por tamanho.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Piscicultura.

Fonte: revistagloborural.globo.com

Andréa Oliveira 19-04-2018

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.